Tempo
|

Bento XVI

"A Igreja é Igreja de todos os povos"

24 nov, 2012

No discurso que fez perante os novos cardeais, o Papa deixou clara a importância deste Consistório, com novos cardeais de África, Ásia e América.

"A Igreja é Igreja de todos os povos"
"A Igreja é Igreja de todos os povos"
O Papa Bento XVI ordenou seis novos cardeais no Consistório deste sábado, no Vaticano. São eles o arcebispo James Michael Harvey, dos Estados Unidos; o arcebispo de Manila, Filipinas, Luis Antonio Tagle; o Arcebispo de Bogotá, Colômbia, Rubén Salazar Gómez; John Olorunfemi Onaiyekan, arcebispo de Abuja, na Nigéria; Patriarca Béchara Boutros Raï, da Igreja Maronita, com sede no Líbano; e da Índia o Arcebispo-maior da Igreja Siro-Malankara, Baselios Cleemis.

Bento XVI presidiu esta manhã, pela quinta vez, a um Consistório público para a criação de seis cardeais, incluindo o patriarca libanês.

O grupo incluiu responsáveis de África, Ásia e América, sem a presença de europeus e com o mais jovem membro do colégio cardinalício.

No discurso que fez perante os novos cardeais, o Papa deixou clara a importância deste Consistório.

“Desejo, com este Consistório, pôr em evidência de modo particular que a Igreja é Igreja de todos os povos, e por conseguinte exprime-se nas várias culturas dos diversos Continentes. É a Igreja de Pentecostes, que, na polifonia das vozes, ergue um canto único e harmonioso ao Deus vivo”, disse o Papa.

“Os novos Cardeais, que representam várias dioceses do mundo, ficam a partir de hoje agregados, a título muito especial, à Igreja de Roma e reforçam assim os laços espirituais que unem a Igreja inteira, vivificada por Cristo e cerrada em torno do Sucessor de Pedro.”

Palavras do Papa Bento XVI  no Vaticano, no discurso que fez durante o Consistório convocado há precisamente um mês para a criação de seis  cardeais .