Tempo
|

Católicos são maiores vítimas de discriminação religiosa na Escócia

23 nov, 2012

Estudo revela que ataques a católicos compõem 58,1% de todos os casos de ódio religioso na Escócia, mais do que todas as outras religiões juntas.

Católicos são maiores vítimas de discriminação religiosa na Escócia
Registam-se anualmente mais ataques contra católicos na Escócia do que contra membros de todas as outras religiões juntas.

Os dados foram revelados hoje pelo Governo escocês e comprovam que os ataques a católicos compõem 58,1% de todos os casos de ódio religioso na Escócia, um aumento de 26% desde o ano passado.

Este valor já mereceu um comentário do Arcebispo de Glasgow, Philip Tartaglia, que insiste que os católicos escoceses estão determinados a fazer parte da sociedade: “Infelizmente parece incontornável que o nosso problema não é tanto o sectarianismo mas sim o anti-catolicismo. A cultura popular inventa todo o género de razões para marginalizar e odiar os católicos. Face a isto a comunidade católica da Escócia permanecerá firme na fé”, sublinha o arcebispo.