Tempo
|

Átrio dos Gentios em Braga quer chegar aos jovens

16 nov, 2012

Cardeal Ravasi explica que até agora as iniciativas têm focado sobretudo o meio intelectual e académico mas agora procura-se chegar a um público mais variado.

O Vaticano quer alargar o debate entre crentes e não crentes, a um publico mais variado e foi nesse sentido que lançou o projecto “Átrio dos Gentios”.

A ideia é manifestada na Renascença pelo Cardeal Gianfranco Ravasi, que hoje e amanhã participa na sessão portuguesa do “Átrio dos Gentios”, em Braga e Guimarães.

O Presidente do Conselho Pontifício para a Cultura diz que é necessário que o debate não fique circunscrito ao meio intelectual e académico: “Até agora interessamo-nos essencialmente por um horizonte académico e intelectual, até porque o diálogo é conduzido com uma certa seriedade, rigor e aprofundamento para depois poder ser difundido.”

“Queremos alargá-lo, possivelmente como se vai fazer em Braga, através de diversas tendas, nos vários pontos de encontro, também a um público mais variado, nomeadamente aos jovens”, explica.

A iniciativa decorre em Guimarães e em Braga durante dois dias, dedicados ao tema "O valor da Vida".

Várias personalidades portuguesas das áreas do pensamento, ciência, política e cultura participam neste espaço de reflexão, entre os quais João Lobo Antunes, Olga Roriz e Vasco Graça Moura.

O “Átrio dos Gentios” vai estar em destaque na Renascença depois das 13h00, num debate moderado pela Jornalista Aura Miguel e que conta com a participação de D. Carlos Azevedo e da professora Ana Luísa Amaral.