Tempo
|

Igreja felicita Obama pela vitória, mas deixa recados

07 nov, 2012

Tanto o Papa como o presidente da Conferência Episcopal dos EUA deram os parabéns ao Presidente americano reeleito, mas a liberdade religiosa não foi esquecida.

Igreja felicita Obama pela vitória, mas deixa recados
O Papa falou em altíssimas responsabilidades no país e na comunidade internacional quando felicitou hoje Barack Obama pela sua reeleição como presidente dos Estados Unidos.

Na mensagem Bento XVI diz rezar para que Deus assista o Presidente reeleito nas suas responsabilidades e também para que os ideais de liberdade e justiça que guiaram os fundadores dos Estados Unidos continuem a nortear o caminho da nação.

O porta-voz do Vaticano também reagiu à vitória de Obama, deixando votos de que o presidente possa encontrar os melhores caminhos para promover o bem-estar de todos, no respeito pelos valores humanos essenciais, na promoção da cultura da vida e da liberdade religiosa.

A questão da liberdade religiosa é particularmente sensível, uma vez que a Administração de Obama tem estado em conflito com a Igreja americana por causa de um decreto que visa obrigar as instituições católicas a fornecer serviços contraceptivos e abortivos aos seus funcionários, através de seguros de saúde.

Também o Cardeal Timothy Dolan, Arcebispo de Nova Iorque e presidente da Conferência Episcopal dos EUA, felicitou Obama mas deixou vários recados ao vencedor das eleições.

Prometendo que os bispos vão rezar por Obama, Dolan diz: “Em particular, rezamos para que exerça o seu cargo na busca do bem comum, especialmente no cuidado dos mais vulneráveis, incluindo os nascituros, os pobres e os imigrantes. Continuaremos a levantar a nossa voz em defesa da vida, do casamento e da nossa primeira e mais importante liberdade, a liberdade religiosa.”