Tempo
|

Duzentas mil pessoas esperadas na festa da Bênção do Gado

27 jul, 2012 • Paula Costa Dias

Festa acontece na Vila de Riachos de quatro em quatro anos e evoca o Senhor Jesus dos Lavradores.

Duzentas mil pessoas esperadas na festa da Bênção do Gado
Mais de 200.000 pessoas são esperadas neste fim-de-semana na Vila de Riachos, concelho de Torres Novas, para a Festa da Bênção do Gado.

Um evento que a foi conhecer e que, mesmo em tempo de crise, recupera uma tradição secular: “Não é preciso dinheiro. Se as pessoas gostarem, a gente vive isto intensamente!”, diz Fátima, do Quintal das Artes, de Riachos, verbalizando aquilo que os habitantes da vila provaram nestes últimos dias, que com pouco faz-se muito.

As ruas estão decoradas a preceito com tudo o que diz respeito à agricultura e criação de gado, os traços identificadores da cultura riachense. O esforço vale a pena, testemunha João Carlos Rosa: “Temos o nosso trabalho do dia-a-dia, à noite é que fazemos estas coisas. Há noites em que durmo muito pouco, mas vale a pena”.

A Festa da Bênção do gado, que decorre de quatro em quatro anos, tem por base a lenda do Senhor Jesus dos Lavradores, como explica Mafalda Luz, da organização: “Trata-se do aparecimento da imagem de Jesus dos Lavradores, enquanto os agricultores andavam nos campos a lavrar. A determinada altura os bois ajoelharam-se e eles descobriram uma imagem na terra”.

Guardada pela Misericórdia, na Igreja de S. Tiago, Torres Novas, a imagem é hoje levada em procissão para Riachos onde permanecerá até domingo, dia em que fará parte do cortejo etnográfico que, no largo da igreja será benzido pelo pároco local: “É o culto de pedir protecção se chovesse muito, ou se não chovesse”.

Com a festa organizada pela Bênção do Gado – Associação Cultural, o povo riachense expressará a sua devoção ao Senhor Jesus dos Lavradores. Uma união feliz entre tradições pagãs e crenças religiosas.