Tempo
|

Ex-mordomo escreve ao Papa a pedir perdão

24 jul, 2012

Paolo Gabriele está detido desde 23 de Maio. Depois de 60 dias de interrogatórios, passou para prisão domiciliária no fim-de-semana passado.

Ex-mordomo escreve ao Papa a pedir perdão
O ex-mordomo do Papa escreveu uma carta a Bento XVI a pedir perdão pelo furto dos documentos, segundo o seu advogado Carlo Fusco.

Paolo Gabriele, em prisão domiciliária desde o passado sábado, terá escrito pessoalmente ao Papa para manifestar a sua dor e arrependimento pelo que fez.

Numa entrevista ao diário italiano “Corriere della Sera”, o advogado diz que esta carta foi uma decisão do próprio mordomo. A missiva em si não foi lida e é independente dos trâmites do processo.

Paolo Gabriele está detido desde 23 de Maio. Depois de 60 dias de interrogatórios, passou para prisão domiciliária no fim-de-semana passado.

Segundo os seus advogados, o mordomo agiu sempre por amor ao Papa, embora tenha reconhecido que os seus métodos não foram os melhores.