Tempo
|

Igreja recorda 40 mártires do Brasil

18 jul, 2012 • Aura Miguel

Missionários foram assassinados em 1570, por motivos religiosos.

Igreja recorda 40 mártires do Brasil

A Igreja Católica recorda os 32 jovens missionários portugueses e oito espanhóis que foram martirizados em 1570, junto às Canárias, quando rumavam ao Brasil.

A ocasião é assinalada por estes dias com várias iniciativas apadrinhadas pela Província Portuguesa da Companhia de Jesus.

O vice-postulador da causa da canonização, padre João Caniço, destaca a actualidade do exemplo daqueles mártires, nomeadamente pela fé que tinham no poder da oração.

Os 40 missionários mortos em 1570, sublinha, sentiam a fé com uma “alegria e paixão extraordinária” e “viviam como uma aventura de Deus o transmitir essa fé a outros”.

Do programa destas celebrações destaque para a missa desta quarta-feira na capela do hospital de São José, em Lisboa, às 17h00, e para o concerto de quinta-feira na Igreja da Madalena, às 21h30.

Os 40 jesuítas foram atacados por cinco navios de calvinistas franceses. Morreram por ódio à fé.

A historiadora Cristina Osvaldo, que fez uma investigação sobre a devoção a estes mártires, destaca o facto de as pessoas encontrarem “em imagens e relíquias uma resposta às suas ansiedades”.

Os 40 mártires do Brasil morreram a 15 de Julho de 1570 e foram beatificados a 11 de Maio de 1854 pelo Papa Pio IX.