Tempo
|

Jesus é a resposta em tempo de incertezas, diz D. Nuno Brás

13 jul, 2012 • Paula Costa Dias

Bispo-auxiliar de Lisboa convida aos fiéis que hoje estiveram em Fátima a ajudar a dissipar as dúvidas dos seus contemporâneos e a reanimar a fé.  

Jesus é a resposta em tempo de incertezas, diz D. Nuno Brás
Num tempo de dúvidas e incertezas a resposta é Jesus Cristo. A ideia foi deixada em Fátima por D. Nuno Brás que presidiu a esta peregrinação.

Para o bispo auxiliar do Patriarcado de Lisboa, é tempo de acolhermos o caminho que Jesus nos indica porque a vida plena não se encontra nos modos de vida atraentes e fáceis que a sociedade contemporânea nos apresenta.

“Por entre as incertezas, inseguranças e pecados que diariamente nos cercam, por entre os medos fraquezas e incapacidades que marcam hoje a politica a economia, a vida das sociedades e dos povos, o senhor Jesus continua a mostrar-se o caminho a verdade e a vida. É pois tempo de erguer bem alto a Cristo e mostrar que apenas ele pode curar as nossas feridas”.

Caminho da fé que também a Virgem Maria percorreu e que, em Fátima, foi de novo mostrado. Por isso, o pedido de D. Nuno Brás no final da homilia: “Que como outrora à Irmã Lúcia ela reanime o nosso fervor, que dissipadas as dúvidas e fortalecida a nossa fé, também nós ajudemos a dissipar os medos e as incertezas em que vivem tantos dos nossos contemporâneos. Essa é, como cristãos, a nossa responsabilidade”.

Com o tema “Eu sou o caminho”, a Peregrinação de Julho contou com cerca de 40 grupos oriundos de Itália, Polónia, Espanha e Reino Unido, entre outros países.