Tempo
|

Pastoral da Comunicação Social vai discutir liberdade de imprensa e silêncio

21 jun, 2012

Para o cónego João Aguiar, “a liberdade é a liberdade seja qual for o ângulo com que a olhemos”.

Pastoral da Comunicação Social vai discutir liberdade de imprensa e silêncio
As próximas Jornadas de Comunicação Social da Igreja – a realizar em Setembro em Fátima - vão abordar o tema “Liberdade de imprensa, silêncio e silenciamento”.

O tema foi anunciado esta quinta-feira pelo cónego João Aguiar, director do Secretariado Nacional das Comunicações Sociais, que explica a importância desta abordagem: “Evidentemente que só as pessoas bem informadas e formando conscientemente a sua opinião podem depois expressar-se com absoluta liberdade sem condicionamentos. A democracia exige esta outra liberdade, não é por acaso que se chama aos media o quarto poder, têm este poder de esclarecer para se escolher bem”, explica.

Um tema inspirado na última mensagem do Papa para o Dia Mundial das Comunicações Sociais onde Bento XVI pede uma reflexão sobre o silêncio e a palavra como caminho de evangelização.

Estas jornadas poderão ainda abordar a questão da opinião pública dentro da própria Igreja: “Dentro da Igreja temos clara doutrina sobre isso, estou a lembrar-me da Communio Et Progressio, onde se defende uma sadia opinião pública dentro da Igreja, onde se defende que o segredo dentro da Igreja não tem outras regras que as regras do segredo numa sociedade civil bem organizada, e onde até para os meios de comunicação social da Igreja se defende que possa haver espaço para outras opiniões.”

Para o cónego João Aguiar, “a liberdade é a liberdade seja qual for o ângulo com que a olhemos”.

As próximas jornadas de comunicação socia da Igreja estão marcadas para 27 e 28 de Setembro em Fatima.