Tempo
|

Igreja avisa que o ensino superior está a tornar-se elitista

17 abr, 2012 • Manuela Pires

Pastoral do Ensino Superior escreveu à tutela, preocupada com o crescente número de alunos a abandonar as universidade por não terem dinheiro para continuar a estudar.

Igreja avisa que o ensino superior está a tornar-se elitista

A Igreja apela ao Governo para ajudar os estudantes universitários que são obrigados a abandonar os estudos por razões económicas.

Numa carta envida ao Ministério da Educação e aos reitores, o Serviço Nacional da Pastoral do Ensino Superior contesta a falta de medidas e os critérios de atribuição de bolsas.

Em declarações à Renascença, o padre Nuno Santos refere que “há bastantes pessoas a abandonar o ensino superior por questões exclusivamente económicas e isso significa que estamos a tornar claramente o ensino superior num ensino elitista, não no sentido académico, mas no sentido económico e isso é absolutamente preocupante e claramente uma injustiça social”.

Neste documento enviado à tutela, a Pastoral do Ensino Superior pede ainda alterações aos critérios para a atribuição de bolsas. O padre Nuno Santos aponta como principais problemas os casos de “alunos em que o agregado familiar tenha alguma dívida ou esteja com algum processo na Segurança Social fica automaticamente excluído da atribuição de bolsas” ou o ‘plafond’ estabelecido a partir do qual podem ser atribuídas bolsas.

“Estamos a falar às vezes de situações muito dramáticas de pessoas que não têm quase nada e que têm imensas dificuldades”, explica.