Tempo
|

Sarajevo já não é uma cidade multi-étnica, diz Cardeal

16 abr, 2012

Só resistem cerca de 15 mil cristãos na cidade que já foi considerada um exemplo de convívio multicultural.

Sarajevo já não é uma cidade multi-étnica, diz Cardeal
A cidade de Sarajevo, na Bósnia, perdeu quase toda a sua população cristã nas últimas duas décadas, revelou o Cardeal Vinko Puljic, da Bósnia.

Numa nota pastoral publicada para assinalar o começo do cerco à cidade por parte de forças sérvias o Cardeal referiu que a população cristã de Sarajevo diminuiu de 53%, antes da guerra, para apenas 2% actualmente, o que se traduz em cerca 15 mil pessoas.

Ao mesmo tempo a população muçulmana duplicou e representa actualmente 85% pessoas.

Sarajevo tinha fama de ser uma das cidades mais multiculturais da Europa, no tempo da ex-Jugoslávia, com comunidades significativas de muçulmanos, católicos e ortodoxos, mas a guerra dos Balcãs levou a um acirrar das hostilidades que perdura até hoje.

O resultado é que a comunidade cristã tem vindo abandonar a cidade, entre queixas de discriminação por parte da maioria muçulmana.

“Sarajevo já não é uma cidade multi-étnica”, afirma o Cardeal. “A situação actual dos cristãos é comparável, nalgumas questões, aos tempos do comunismo, quando lhes era recusada autorização para construir igrejas e desenvolver outras actividades normais”.