Tempo
|

Cardeal Gianfranco Ravasi preside à peregrinação de 13 de Maio em Fátima

22 mar, 2012 • SNPC

Celebrações assinalam os 95 anos das aparições na Cova da Iria.

Cardeal Gianfranco Ravasi preside à peregrinação de 13 de Maio em Fátima
O presidente do Conselho Pontifício da Cultura, o cardeal italiano Gianfranco Ravasi, vai presidir à peregrinação internacional de 12 e 13 de Maio em Fátima, revelou o bispo de Leiria-Fátima.

“Convidámos o cardeal Ravasi para dar importância à dimensão cultural do anúncio, da expressão da fé e da espiritualidade cristã que Fátima representa”, afirmou D. António Marto.

A peregrinação, que pode reunir mais fiéis do que em anos anteriores por ocorrer sábado e domingo, despertará a atenção para a fé cristã enquanto «geradora de cultura», acrescentou.

O bispo leiriense pretende também que a presença do cardeal contribua para a “descoberta da beleza da fé, a que o mundo pós-moderno é hoje tão sensível, e que resplandeceu também em Fátima, continuando a brilhar e a irradiar”.

O prelado lembra que “a mensagem de Fátima foi dirigida a uma época marcada por uma cultura ateia e hostil à fé cristã, tendo aberto uma brecha nessa cultura”, continuando a influenciá-la na vivência, no pensamento e na convivência entre os povos.

O cardeal Gianfranco Ravasi, D. António Marto e o reitor do Santuário, padre Carlos Cabecinhas, participam numa conferência de imprensa a realizar na Cova da Iria a 12 de maio, pelas 16h00.

Após o encontro com os jornalistas o cardeal preside à abertura da peregrinação, marcada para as 18h30 na Capelinha das Aparições, refere o Centro de Comunicação Social do Santuário de Fátima.

O programa na Cova da Iria decorrerá como habitualmente: na noite de sábado o cardeal dirige a recitação do Terço, a missa e a procissão de velas, e no domingo, dia 13, preside à missa e celebração conclusiva, adiantou D. António Marto.

As celebrações assinalam os 95 anos da primeira aparição da Virgem Maria na Cova da Iria, segundo os testemunhos das crianças Lúcia, Francisco e Jacinta, estas últimas beatificadas por João Paulo II.

Nascido em 1942, Gianfranco Ravasi foi ordenado padre em 1966 para a arquidiocese de Milão, tendo sido nomeado nos anos seguintes prefeito da Biblioteca Ambrosiana, professor de exegese bíblica na Faculdade de Teologia da Itália Setentrional e membro da Pontifícia Comissão Bíblica.

Recebeu a ordenação episcopal em 2007 e três anos depois foi nomeado cardeal por Bento XVI, tendo recebido as insígnias no consistório realizado a 20 de Novembro de 2010.

O responsável de 69 anos ocupa também o cargo de presidente das comissões pontifícias dos Bens Culturais da Igreja e da Arqueologia Sacra.

D. Gianfranco Ravasi foi a Fátima em Junho de 2008 para participar na 4.ª Jornada da Pastoral da Cultura, e esteve em Lisboa, na Universidade Católica Portuguesa, para proferir a conferência intitulada “A Bíblia, grande código da cultura ocidental”.

Espera-se que volte a Portugal em Novembro para participar no encontro que se realizará em Guimarães no âmbito do “Átrio dos Gentios”, estrutura de diálogo entre crentes e não crentes, dependente do Conselho Pontifício da Cultura.