Tempo
|

Defender a vida é uma causa de nós todos, diz D. Manuel Clemente

18 mar, 2012

Bispo do Porto elogiou a Vida Norte: “Não vale a pena oferecer moralidades genéricas se não estivermos lá para ajudar concretamente”.

Defender a vida é uma causa de nós todos, diz D. Manuel Clemente
Aborto Pro-vida Vida Embrião
A defesa da vida é uma causa de todos e não só de alguns, considera o bispo do Porto.

D. Manuel Clemente participou ontem no jantar de beneficência da associação Vida Norte, que trabalha na prevenção do aborto, ajudando no terreno as mulheres que mais precisam.

O bispo do Porto esteve presente e, juntamente com Manuela Ferreira Leite discursou aos convidados. Aos jornalistas recusou a ideia de que esta é uma causa da Igreja ou de apenas um sector da população.

“É uma causa absolutamente transversal. É bom que nos consciencializemos disso. A defesa e a promoção da vida em todas as suas fases e situações não é uma causa de alguns, não é uma causa religiosa para quem tenha essa visão da existência, é uma causa de nós todos e aqui temos de estar todos inseridos e na primeira linha também”, referiu D. Manuel Clemente.

O bispo do Porto referiu-se especificamente à Vida Norte, referindo que é este tipo de movimento que mais falta faz no combate à cultura da morte: “Não vale a pena oferecer moralidades genéricas se não estivermos lá para ajudar concretamente, e na altura em que é preciso.”

Para D. Manuel Clemente este tipo de iniciativa serve sobretudo para arregimentar os defensores da vida: “Defender a vida é promovê-la e isto requer muito boa vontade de nós todos uma consciência social apurada. Estas iniciativas servem para angariar fundos mas, acima de tudo, mobilizam-se vontades”, concluiu.