Tempo
|

Anglicanismo

Arcebispo de Cantuária renuncia ao cargo

16 mar, 2012 • Filipe d'Avillez

Sucessor ainda não é conhecido, mas o ugandês John Sentamu é apontado como um dos principais candidatos.

Arcebispo de Cantuária renuncia ao cargo
Sínodo geral anglicano

O arcebispo de Cantuária anunciou hoje oficialmente que vai renunciar ao cargo no final deste ano, no dia 1 de Dezembro.

Rowan Williams é o actual líder espiritual da Igreja de Inglaterra e primus inter pares de toda a Comunhão Anglicana, a terceira maior igreja cristã do mundo, a seguir à Igreja Católica e à Comunhão Ortodoxa.

Aos 61 anos Williams ainda poderia ter permanecido nove anos no cargo. Ao reformar-se mais cedo, para se dedicar à vida académica, Williams coloca a sua Igreja na peculiar posição de ter dois arcebispos eméritos de Cantuária vivos, uma vez que o seu antecessor George Carey ainda está vivo.

Os 10 anos que Rowan Williams passou no cargo foram marcados por grandes divisões no seio da Comunhão Anglicana, com um cada vez maior afastamento entre províncias conservadoras e liberais. Os conservadores, concentrados em África e na Ásia, criticam ferozmente as Igrejas anglicanas ocidentais que têm permitido a ordenação de mulheres até ao episcopado e até de bispos homossexuais.

Rowan Williams tentou em vão evitar as divisões, mas sem qualquer sucesso, e deixará ao seu sucessor uma Comunhão fortemente dividida.

Ainda não se sabe quem sucederá a Rowan Williams, mas um dos favoritos para a posição é o seu actual braço-direito, o Arcebispo de York, John Sentamu. Caso se confirme, Sentamu, que nasceu no Uganda, será o primeiro africano a ocupar o cargo e o primeiro negro a liderar uma grande igreja cristã a nível mundial.

O Arcebispo Católico de Westminster, Vincent Nichols, elogiou hoje Rowan Williams, dizendo que vai ter saudades de trabalhar com ele.

“Ao longo dos últimos três anos aprendi a apreciar cada vez mais as excelentes qualidades do Arcebispo Rowan: A sua bondade, inteligência, dedicação à harmonia entre povos, sobretudo na família cristã, a sua coragem e a sua amizade. Estas qualidades deixarão saudades quando ele renunciar no dia 1 de Dezembro. Vou ter saudades dele”, escreveu o bispo católico.

Vincent Nichols recordou particularemente a forma como Rowan Williams recebeu Bento XVI quando este visitou o Reino Unido em 2010.