Tempo
|

Papa diz que a “violência nunca serve a humanidade, mas desumaniza-a”

11 mar, 2012

Convidou os católicos a renunciaram às “obras do mal”, mudando “hábitos” e “comportamentos”.

Papa diz que a “violência nunca serve a humanidade, mas desumaniza-a”
Bento XVI rejeitou hoje a violência classificando-a como um fenómeno que não serve a humanidade.

“A violência é contrária ao Reino de Deus. É um instrumento do anticristo. A violência nunca serve a humanidade, mas desumaniza-a”, disse na Praça de S. Pedro, em Roma, durante o Angelus.

Saudando os presentes, em várias línguas, Bento XVI convidou os católicos a renunciaram às “obras do mal”, mudando “hábitos” e “comportamentos”.

Lembrou ainda as vítimas provocadas pela passagem do ciclone “Irina” em Madagáscar, que deixou cerca de 70 mortos e 80 mil desalojados na maior ilha africana: “O meu pensamento vai antes de mais para as queridas populações de Madagáscar, recentemente atingidas por violentas calamidades naturais, com graves danos para as pessoas, estruturas e campos cultivados”.

“Ao assegurar a minha oração pelas vítimas e pelas famílias mais atingidas, desejo e encorajo um auxílio corajoso por parte da comunidade internacional”, disse o Papa.