Tempo
|

Isabel II defende importância da religião na sociedade

16 fev, 2012

Monarca diz que Igreja Anglicana é garante de liberdade de culto para membros de todas as religiões no Reino Unido.

Isabel II defende importância da religião na sociedade
A Rainha Isabel II elogiou o papel da religião na vida social no Reino Unido, num discurso a líderes religiosos, ontem.

O encontro teve lugar no Palácio de Lambeth, residência oficial do Arcebispo de Cantuária, mas contou com a presença de representantes de nove comunidades religiosas.

“Este encontro é uma lembrança do quanto devemos às nove grande tradições religiosas aqui representadas. Elas são fontes de uma herança cultural rica e deram origem a belíssimos objectos sagrados e textos sagrados”, considerou.

A Rainha considera que a sociedade deve muito às confissões religiosas: “As nossas religiões fornecem uma orientação crítica na forma como vivemos as nossas vidas e como nos tratamos uns aos outros. Muitos dos valores que damos por adquiridos neste e noutros países têm origem na sabedoria antiga das nossas tradições”.

A monarca sublinhou ainda o contributo das religiões para o socorro aos necessitados: “Os grupos religiosos têm um historial orgulhoso em ajudar quem mais precisa, incluindo os doentes, os idosos, os sozinhos e os pobres. São uma recordação das responsabilidades que temos para além de nós mesmos.”

Isabel II é, para além de Chefe de Estado, chefe suprema da Igreja Anglicana, a religião oficial de Inglaterra. No seu discurso de ontem a Rainha explicou que a existência de uma religião oficial é um auxílio e não um impedimento ao livre culto de outras religiões.

“A Igreja Anglicana criou um ambiente onde outras comunidades e mesmo pessoas sem qualquer religião podem viver em liberdade”, considerou.