Tempo
|

D. José Policarpo desafia católicos a serem voz de esperança

14 fev, 2012

Cardeal Patriarca apela a que o tempo de preparação para a Páscoa seja de “aprofundamento da fé, pessoal e comunitária”.

D. José Policarpo desafia católicos a serem voz de esperança
fátima, depois da CEP
O Cardeal Patriarca de Lisboa desafiou hoje os católicos a serem mais uma voz de esperança em tempo de crise particularmente difícil para os portugueses.  O apelo é lançado no âmbito da sua mensagem para a Quaresma.

“A esperança exprime a fé no concreto da vida presente. Só a esperança teologal nos ajuda a não ‘desesperar’ quando o sofrimento nos bate à porta”, assinala D. José Policarpo na sua mensagem, divulgada pela página do Patriarcado de Lisboa na Internet.

Na sua reflexão reafirma que o destino da renúncia quaresmal vai este deste ano para o fundo diocesano "Igreja Solidária". D. José Policarpo pede ainda às comunidades cristãs para que os bens recolhidos sejam orientados para a própria comunidade, sem esquecer o papel da Cáritas neste trabalho solidário.

O Cardeal Patriarca de Lisboa lembra que o “amor fraterno” a que os católicos são chamados “não é redutível a esquemas impessoais de solidariedade” e não se deve limitar às “necessidades materiais”.

Nesse sentido, D. José Policarpo pede que o tempo de preparação para a Páscoa seja de “aprofundamento da fé, pessoal e comunitária”.