Tempo
|

Timor-Leste

Agência do Vaticano fala em mais de mil crianças católicas sequestradas na Indonésia

09 fev, 2012 • Ecclesia

Sacerdote indonésio diz que se trata de “um caso muito triste, um claro abuso”.  

Agência do Vaticano fala em mais de mil crianças católicas sequestradas na Indonésia

Mais de mil crianças católicas de Timor-Leste terão sido “sequestradas” e islamizadas há mais de 10 anos na Indonésia, segundo a agência Fides, do Vaticano.

As crianças estão agora a cargo de educadores muçulmanos que se recusam a entregá-las novamente a suas famílias, indicam fontes da Igreja na Indonésia e agentes humanitários católicos que tentaram promover o regresso dos menores aos seus núcleos familiares de origem.

O padre Benny Susetyo, secretário da Comissão Episcopal para o Diálogo Inter-religioso, disse à Fides que este “é um caso muito triste, um claro abuso”.

“Apresentamos o problema ao Governo, às Nações Unidas, a organizações muçulmanas, como questão fundamental que afecta os direitos humanos, a tutela dos direitos da crianças e a liberdade religiosa", acrescenta.

Este responsável lamenta ainda a “excessiva burocracia e a corrupção” em Timor-Leste.