Tempo
|

Sé de Leiria abre as portas aos surdos da Alta Estremadura

27 jan, 2012 • Paula Costa Dias

Uma missa por mês terá interpretação simultânea em língua gestual. Surdos terão também direito a catequese para adultos.

Sé de Leiria abre as portas aos surdos da Alta Estremadura
A iniciativa terá lugar amanhã na Sé de Leiria. O objectivo é tornar a mensagem cristã acessível aos surdos da região da Alta Estremadura.

Os surdos da região da Alta Estremadura têm agora uma forma de viverem mais plenamente o Cristianismo. A Sé de Leiria passa a celebrar uma vez por mês uma missa com tradução simultânea para língua gestual.

A iniciativa, que estreou na Missa do passado Natal e terá lugar, sempre, no último sábado de cada mês, partiu do desejo expresso pela Associação de Surdos da Alta Estremadura de tornar a mensagem de Cristo acessível a quem tem limitações auditivas.

Esta é uma forma de eliminar barreiras, explica Joana sousa, intérprete de língua gestual da associação: “Existia uma dupla barreira, a língua gestual é uma forma de transmitir não só o que se quer dizer, mas como se quer dizer. Na missa as coisas que são ditas não o são da boca para fora, têm de ser sentidas e têm de ser vividas, e isso nunca tinha chegado aos surdos”.

A iniciativa tem vindo a ser acompanhada por sessões de catequese de adultos nas quais os surdos tomam contacto com a Mensagem de Cristo, alguns, pela primeira vez: “Os surdos nunca tiveram oportunidade de ter uma catequese, portanto há aqui um outro trabalho que está a ser feito, pela explicação dos conceitos, porque é que se faz aquele determinado ritual, o que é que significa, para além da própria missa”, explica Joana Sousa.

Missa Vespertina da Sé de Leiria é celebrada às 19h00.