Tempo
|

Patriarca apela à união entre católicos

24 jan, 2012

D. José Policarpo diz que “Deus deseja mais a unidade do que nós”.

Patriarca apela à união entre católicos
O Cardeal Patriarca alertou hoje para as consequências das divisões entre católicos.

Na abertura das Jornadas de Formação Permanente do Clero de Lisboa, D. José Policarpo manifestou-se contra as “divisões” e a “perspectiva individualista da fé” dentro das comunidades católicas, considerando que só “enfraquecem a presença da Igreja” na sociedade.

Para o cardeal Patriarca o grande desafio pastoral é “construir a unidade, apesar da diversidade”. D. José Policarpo sublinhou que “a unidade da Igreja não pode ser assunto de iniciativa privada”, “exige que todas as expressões eclesiais, pessoais ou grupais” estejam em comunhão.

O Patriarca explica ainda que este problema não é de agora, mas coexiste com a Igreja desde sempre: “Ao longo dos séculos a Igreja sempre se sentiu atraída pela unidade e ferida pela desunião. Não podemos desistir desse ideal, sabemos que Deus o deseja mais do que nós e por isso o desejamos com fé.”

A construção da unidade é, por isso, o grande desafio posto à hierarquia: “O grande desafio pastoral é construir a unidade, apesar da diversidade. Isso exige que todas as expressões eclesiais, pessoais ou grupais, professem a fé da Igreja e não qualquer visão particularista da fé, e estejam em comunhão. O critério visível desta comunhão é a união ao Colégio Apostólico, a que preside o Santo Padre. A edificação da unidade da Igreja não pode ser assunto de iniciativa privada. Tem na base uma obediência de amor”.

As Jornadas de Formação dos padres de Lisboa vão decorrer até sexta-feira.