Tempo
|

“Escravas” lançam fundação para consolidar projectos sociais

06 jan, 2012 • Ângela Roque

Ordem de freiras trabalha em vários pontos do país com comunidades desfavorecidas, imigrantes e jovens em risco de exclusão.  

Vai ser apresentada ao público este sábado a Fundação Santa Rafaela Maria. Trata-se de uma estrutura criada pela Congregação das Escravas do Sagrado Coração de Jesus, que espera desta forma conseguir angariar mais apoios para os projectos sociais que tem em curso, nomeadamente no concelho da Moita.

Desde 1992 que a Congregação tem uma comunidade residente na Fonte da Prata, na Moita - um bairro social com cerca de 5 mil habitantes, na maioria de origem africana.

Ajudar a manter e até a alargar os projectos sociais que já estão no terreno é o grande objectivo desta Fundação, como explica a irmã Irene Guia, que vai presidir ao conselho de administração: “Esta foi uma entidade jurídica necessária para criar possibilidade de ter outro tipo de acordos, que com a entidade jurídica que tínhamos até ao momento não podíamos fazer. Não podíamos celebrar um acordo com a Segurança Social, por isso a sustentabilidade dos projectos é uma das razões que nos levou a criar essa entidade jurídica”.

A Fundação também poderá servir de plataforma a novos projectos noutros pontos do país: “Estamos no Porto, em Palmela, em Lisboa e na Quinta da Fonte da Prata. Na congregação há o desejo de expandir a nossa obra social”

Na Fonte da Prata são vários os projectos em curso: “Há sete anos criámos o Tasse – Centro de Educação Não Formal e Formação Profissional. É um projecto de formação contra o abandono escolar. Há três anos o CLAII, o Centro Local de Apoio a Integração dos Imigrantes. Temos as visitas às famílias.”

Ao todo as irmãs dão apoio a 250 famílias, com a ajuda preciosa de muitos voluntários: “Era impossível chegar onde chegamos, porque a comunidade que lá está são três pessoas, a equipa do Tasse são mais três, quatro técnicos, no CLAII é uma técnica que lá está, por isso os voluntários, para nós, são agentes multiplicadores da missão que temos”.

A Fundação vai ser apresentada publicamente amanhã, mas o lançamento vai ser assinalado já hoje por ser o aniversário da morte de Santa Rafaela Maria, fundadora da Congregação das Escravas do Sagrado Coração de Jesus.