Tempo
|

Brasil

Procuradoria federal do Brasil quer retirar "Canção Nova" do ar

30 nov, 2011

Acção contra o canal católico surgiu dois dias depois do programa de um conhecido político do Partido Trabalhista ter sido cancelado pela emissora.

Procuradoria federal do Brasil quer retirar "Canção Nova" do ar
A procuradoria federal do Brasil moveu uma acção contra o canal católico "Canção Nova", procurando que a sua licença de emissão seja revogada.

Os advogados argumentam que o processo de licenciamento não respeitou a lei uma vez que não houve licitação, como será obrigatório.

Os defensores do canal, porém, suspeitam de manobras políticas uma vez que a decisão surgiu apenas dois dias depois de ter sido suspenso o programa de Edinho Silva, político do Partido Trabalhista.

O canal optou por suspender o programa depois de uma campanha de católicos contra a presença do político devido às suas opiniões a favor dos direitos dos homossexuais e do aborto.

Apesar da campanha ter sido dirigida especificamente a Edinho Silva, o canal optou por retirar do ar todos os programas de políticos, uma medida que foi aplaudida pelo Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, do Vaticano.