Tempo
|

“Benetton” retira fotomontagem com Bento XVI

17 nov, 2011

Vaticano critica uso “inaceitável” da imagem do Papa. Na mesma campanha de beijos improváveis, Obama beija Hugo Chavez, mas também se pode ver Nicolas Sarkozy a trocar afectos com Angela Merkel.

A “Benetton” retira campanha com imagem de Bento XVI após protesto da Santa Sé. O Papa era apresentado numa fotomontagem, a beijar um imã da mesquita de Al-Azhar, no Egipto.

O porta-voz do Vaticano criticou o que considerou um uso “inaceitável” da imagem do Papa, numa campanha publicitária da marca italiana. O padre Frederico Lombardi classificou a iniciativa como “uma grave falta de respeito”.

Na campanha, existem outras fotos em que, por exemplo, Obama beija Hugo Chavez ou o Presidente chinês, Hu Jintao. Mas também se pode ver o líder francês Nicolas Sarkosy a beijar a chanceler alemã Angela Merkel e, ainda, a troca de afectos entre o palestiniano Mahmoud Abbas e o israelita Benjamin Netanyahu.

A nova campanha "United Colors of Benetton" chamada "UNHATE" ("não ao ódio" ou "não odeies"), foi apresentada oficialmente, esta quarta-feira, por Alessandro Benetton, em Paris.

"Lembramos que o sentido desta campanha era exclusivamente combater a cultura do ódio sob todas as formas", comentou, em comunicado, um porta-voz do grupo.