Tempo
|

Anglicanorum Coetibus

Ex-anglicanos nos EUA terão ordinariato a partir de 1 de Janeiro

16 nov, 2011

Cerca de 70 padres anglicanos já solicitaram a Roma a adesão ao Catolicismo.

Ex-anglicanos nos EUA terão ordinariato a partir de 1 de Janeiro
Ex-anglicanos nos EUA terão ordinariato a partir de 1 de Janeiro
A Renascença foi conhecer o ordinariato pessoal para ex-anglicanos, no Reino Unido.Cumprem-se hoje, 4 de Novembro, dois anos sobre a publicação de Anglicanorum Coetibus, a constituição apostólica que abriu as portas a milhares de anglicanos que queriam entrar para a Igreja Católica sem perder aspectos da sua liturgia e património religioso. Hoje o ordinariato é composto por cerca de mil fiéis e 60 sacerdotes, incluindo cinco ex-bispos anglicanos.
Os ex-anglicanos nos Estados Unidos que queiram aderir à Igreja Católica, mantendo aspectos do seu património espiritual e litúrgico, terão uma estrutura própria a partir do próximo dia 1 de Janeiro.

O ordinariato pessoal, uma espécie de diocese sem limites geográficos, está previsto na constituição apostólica Anglicanorum Coetibus, que Bento XVI mandou publicar em Novembro de 2009.

Este será o segundo ordinariato pessoal a ser criado, depois da estrutura que em Janeiro deste ano tomou forma no Reino Unido e que ficou conhecido como o Ordinariato Pessoal de Nossa Senhora de Walsingham.

Por enquanto não se sabe nem o nome nem quem será o responsável do ordinariato americano, mas já existem alguns números. Até agora 67 padres anglicanos pediram autorização a Roma para serem reordenados como sacerdotes católicos. 35 já receberam aprovação inicial da Congregação para a Doutrina da Fé.

O anúncio foi feito pelo Cardeal Donald Wuerl, arcebispo de Washington, na passada Segunda-feira no encontro da Conferência Episcopal Americana.