Tempo
|

Igreja propõe acabar com feriados do Corpo de Deus e 15 de Agosto

10 nov, 2011 • Aura Miguel

Bispos já fizeram a sua proposta e esperam agora que Governo indique os dois feriados civis de que pretende abdicar.

Igreja propõe acabar com feriados do Corpo de Deus e 15 de Agosto
A Igreja admite abdicar dos feriados do Corpo de Deus e da Assunção de Nossa Senhora, mas recusa acabar com a comemoração do Dia da Imaculada Conceição (8 de Dezembro).

Os dias do Corpo de Deus (um feriado móvel) e o 15 de Agosto são os que constam da proposta da Igreja para a reformulação dos feriados. A Igreja aguarda agora que o Governo indique em troca o fim de dois feriados civis.

Já o feriado dia 8 de Dezembro, dia da Imaculada Conceição, não pode acabar, defende a Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), pela inequívoca relação desta solenidade com a identidade portuguesa.

"A única proposta clara é o 'não' ao 8 de Dezembro. Gostaríamos que as negociações andem à volta do 15 de Agosto, que é outra festa de Nossa Senhora. Concordamos que só se sublinhe com feriado religioso uma festa de Nossa Senhora, mas as negociações ainda não começaram", explicou D. José Policarpo.

A decisão final não cabe aos bispos, mas à Santa Sé, uma vez que os feriados religiosos estão ao abrigo da Concordata entre Portugal e o Vaticano. Mas o parecer da CEP deverá ser seguido.

A opinião da CEP já foi, aliás, apresentada ao Núncio Apostólico, representante da Santa Sé em Portugal. Monsenhor Rino Passigato, por sua vez, disse que ainda não chegou nenhum pedido do Governo português para abrir as negociações, embora o Patriarca diga que já explicou, na semana passada, ao representante do Governo como deve proceder nesse sentido.

A confirmar-se este cenário, o Corpo de Deus e o dia da Assunção de Nossa Senhora passariam a ser assinalados liturgicamente no domingo seguinte.