Tempo
|

Abusos na Igreja

Igreja responsável por actos dos padres, diz Tribunal britânico

10 nov, 2011

Decisão do tribunal pode abrir caminho a uma onda de processos e indemnizações no Reino Unido.

Um juiz britânico ordenou ontem que a Igreja pode ser responsabilizada pelos actos de abuso sexual cometidos por um padre na diocese de Portsmouth.

O processo em causa partiu de uma mulher de 47 anos que alega que foi abusada sexualmente durante os anos em que esteve internada num orfanato católico pelo padre Wilfred Baldwin. O padre em questão morreu em 2006 e a vítima procura responsabilizar a diocese.

O juiz decidiu que o padre Baldwin estava nas suas funções por indicação da diocese e que exercitava poderes que lhe tinham sido conferidos pela hierarquia, pelo que a relação é de natureza laboral.

O veredicto não atribui directamente responsabilidade à diocese pelos actos, simplesmente estabelece que o assunto pode ser explorado. Cabe agora a outro tribunal estabelecer qual o grau de responsabilidade da hierarquia e determinar uma eventual compensação. Contudo, teme-se que o precedente abra as portas a uma onda de processos e indemnizações, à imagem do que se tem passado nos Estados Unidos, onde algumas dioceses abriram mesmo falência devido às elevadas somas que tiveram de pagar a vítima de abusos sexuais.

Um advogado da diocese afirmou que a Igreja queria ver o detalhe legal esclarecido e que não está de maneira nenhuma a tentar fugir às suas responsabilidades no que diz respeito aos terríveis casos de abusos que têm vindo a lume.