Tempo
|

Bento XVI apela ao fim da violência na Nigéria

06 nov, 2011

Ataques contra edifícios do Governo e igrejas foram reivindicados por um grupo radical islamita.

O Papa lançou hoje um forte apelo ao fim da violência na Nigéria, após, pelo menos, 63 pessoas terem morrido em vários ataques contra edifícios do Governo e igrejas.

Bento XVI lamentou os incidentes e disse rezar por todas as vítimas pedindo o fim da violência. “Acompanho com preocupação os trágicos incidentes que ocorreram nos últimos dias na Nigéria e, enquanto rezo pelas vítimas, apelo ao fim de todo o tipo de violência que não resolve os problemas, pelo contrário os aumenta, semeando ódio e divisões, mesmo entre os crentes”.

Os ataques de ontem na Nigéria reivindicados por um grupo radical islamita.

Lembradas vítimas das cheias em Génova
Após a Oração do Angelus, na Praça de São Pedro, lembrou ainda as vítimas das fortes cheias, na semana passada, na cidade italiana de Génova. “Asseguro a minha oração pelas vítimas, pelos familiares e por todos aqueles que sofreram graves prejuízos”, disse Bento XVI, que pediu a Nossa Senhora sustente a população da cidade italiana no “empenho solidário para superar esta provação”.

As chuvas torrenciais começaram na manhã de sexta-feira, provocando, o transbordo das águas dos três rios que banham Génova.

O Papa deixou uma saudação aos peregrinos de língua portuguesa presentes no Vaticano, em particular aos membros do Instituto das Filhas do Sagrado Coração de Jesus, que se deslocaram à terra natal da sua fundadora, Santa Teresa Verzeri, no 10º aniversário da canonização desta religiosa.