Tempo
|

Câmara de Coimbra vai criar albergue para peregrinos

20 out, 2011 • António Pedro

Mais de mil pessoas passam anualmente por Coimbra a caminho de Santiago, justifica o presidente da Câmara.

Câmara de Coimbra vai criar albergue para peregrinos
A câmara de Coimbra vai criar um albergue para os peregrinos de Fátima e de Santiago de Compostela. Até ao final do ano que vem, os peregrinos que diariamente atravessam a cidade podem pernoitar na cidade.

Se tudo correr como previsto, o albergue será construído até final de 2012 e vai-se situar numa zona central, entre o Mondego e a baixa, para que os peregrinos não tenham que fazer desvios.

João Paulo Barbosa de Melo, presidente da Câmara de Coimbra, explica a razão da decisão. "Em 2010 houve mais de mil pessoas que começaram o caminho português de Santiago em Lisboa e foram até Santiago e todas passaram por Coimbra. Além dessas, há pessoas que partem de Coimbra."
 
"Neste momento o caminho português de Santiago já envolve uma média de três ou quatro pessoas por dia que passam por Coimbra", afirma ainda o presidente da Câmara.

À semelhança de outros albergues, e ao longo do caminho de Santiago, os peregrinos serão convidados a deixar uma contribuição simbólica.

"A ideia do albergue é ser um sítio para estas pessoas pernoitarem, conviverem, poderem cozinhar qualquer coisa e onde se paga um preço simbólico, que se destina só a cobrir os custos da operação. É uma estrutura muito simples, com camaratas e sítios para tomar banho", explica João Paulo Barbosa de Melo.