Tempo
|

Papa

Bento XVI proclama Ano da Fé

16 out, 2011

Anúncio foi feito perante cerca de oito mil responsáveis e leigos na homília da missa celebrada hoje na basílica de São Pedro. O Ano da Fé assinala quinquagésimo aniversário da abertura do Concílio ecuménico Vaticano II.

Bento XVI proclama Ano da Fé
Bento XVI proclama Ano da Fé
Um ano de fé com início a 11 de Outubro do próximo ano. É a proposta de Bento XVI para assinalar o quinquagésimo aniversário do Concílio Vaticano II (1962/65).

“Decidi proclamar um especial “Ano da Fé”, que terá início a 11 de Outubro de 2012, quinquagésimo aniversário da abertura do Concílio ecuménico Vaticano II, e que terminará a 24 de Novembro 2013, solenidade de Cristo Rei do universo”, disse hoje o Papa.

“Considero que, 50 anos depois da abertura do Concílio, tão ligado à feliz memória do Beato João XXIII, seja oportuno destacar a beleza e a centralidade da fé, a exigência de a reforçar e aprofundar a nível pessoal e comunitário”, acrescentou ainda Bento XVI.

O anúncio foi feito perante cerca de oito mil responsáveis e leigos na homília da missa celebrada hoje na basílica de São Pedro no âmbito do primeiro encontro promovido pela "Nova Evangelização".

O Papa anunciou que esta iniciativa será especificada numa carta apostólica. O Concílio aberto por João XXIII marcou a abertura da Igreja ao mundo e à modernidade, com o reconhecimento da liberdade religiosa e o respeito devido às outras religiões.

A liturgia e a pastoral foram profundamente renovadas com o Concílio. Depois dele, múltiplos movimentos de reformas e iniciativas agitaram a Igreja, paralelamente com a diminuição da prática religiosa e a saída de numerosos padres, e as divisões entre progressistas e conservadores acentuaram-se.