Tempo
|

Fátima

Calor dificulta vida aos peregrinos

12 out, 2011 • Paula Costa Dias

Peregrinos vêm dos quatro cantos do mundo, mas aqueles que vieram a pé tiveram a vida mais difícil neste Outono quente.

Calor dificulta vida aos peregrinos
Milhares de peregrinos têm vindo a chegar, nas últimas horas, ao Santuário de Fátima, para assistir às cerimónias da peregrinação aniversaria de Outubro que vai ser presidida pelo arcebispo de Moscovo, Monsenhor Paolo Pezzi.

O calor, anormal para esta altura do ano, dificultou a vida aos peregrinos que fizeram a viagem a pé.

Paulo Pereira partiu há uma semana de Reguengos de Monsaraz juntamente com 14 amigos que quiseram vir a Fátima. Fá-lo pela segunda vez mas reconhece que a viagem tem sido mais difícil devido às altas temperaturas deste Outono vestido de Verão: “Com este calor é sufocante, é duro debaixo de trinta e tal graus, sentimo-nos desidratados e é complicado”.

O calor pode estar a desmotivar alguns mas não este jovem de coração de peregrino que promete outras viagens, atraído pelo caminho da descoberta interior: “Uma viagem interior em que fazemos uma introspecção, em que nos começamos a conhecer. Eu consigo encontrar Deus dentro de mim, no alcatrão que piso, na serra que passei há bocado, e depois consigo questionar-me. Tantas vezes que estou errado, tenho que mudar algumas atitudes, redescobrir aquele caminho que Jesus me ensinou há tantos anos, tantas vezes sinto que ele está a caminhar comigo”.

Logo à noite os peregrinos a pé juntam-se a muitos outros que vieram de vários cantos do mundo para assistirem às cerimónias. Principalmente de Itália, mas também de Portugal e Alemanha.