Tempo
|

Terra Santa

Mesquita incendiada em acto terrorista judaico

04 out, 2011

Sobe para cinco o número de mesquitas vandalizadas desde o início do ano na Terra Santa.

Uma mesquita foi incendiada ontem de madrugada numa aldeia árabe no Norte de Israel. O exterior do edifício foi vandalizado com spray e palavras de ordem escritas em hebraico.

As autoridades acreditam que este ataque faz parte de uma campanha levada a cabo por judeus de extrema-direita em resposta ao desmantelamento de colonatos judaicos em território palestiniano.

A campanha pretende demonstrar o alto custo a pagar pelos actos contra judeus e tende a vitimar edifícios ou propriedade pertencente a palestinianos. Esta foi a quinta mesquita atacada desde o início do ano, mas a primeira em Israel. O mês passado activistas atacaram ainda um edifício pertencente ao exército israelita.

O ataque foi condenado pelas autoridades políticas israelitas, entre os quais Benjamin Netanyahu e Shimon Peres, que visitou o local acompanhado dos dois rabinos mais importantes do país para expressar o seu pesar. Contudo, isso não impediu jovens da aldeia de Tuba-Zangariyee, uma povoação beduína na zona da Galileia, de se revoltarem e de tentarem atacar as forças policiais que entretanto acorreram ao local para manter a ordem.

Esta vertente de terrorismo judaico tem aumentado nos últimos anos. De acordo com dados da Reuters, os ataques levados a cabo por colonos judeus contra alvos palestinianos nos primeiros sete meses de 2011 aumentaram 57% comparado com período homólogo do ano passado.