Tempo
|

Vaticano confirma visita do Papa ao Quénia na deslocação a África

10 set, 2015 • Ecclesia

Francisco visita ainda República Centro-Africana e Uganda, em Novembro.  Será a 11ª viagem internacional do seu pontificado.

O Vaticano confirmou esta quinta-feira que o Papa vai incluir uma visita ao Quénia na sua próxima viagem internacional, a primeira ao continente africano, em Novembro.

Francisco tinha anunciado a 12 de Junho a intenção de visitar África, com passagens pela República Centro-Africana e Uganda, naquela que será a 11ª viagem internacional do pontificado.

“Se Deus quiser, estarei em África no mês de Novembro, primeiro na República Centro-Africana e depois no Uganda. Ainda é uma possibilidade, mas não é certo, porque há problemas para a organização, o Quénia”, tinha dito então, durante um encontro com mais de mil padres na Basílica de São João de Latrão, em Roma.

Em nota oficial, o Vaticano adianta que Francisco, "acolhendo o convite dos respectivos chefes de Estado e dos bispos", vai estar no Quénia de 25 a 27 de Novembro, passando para o Uganda (27 a 29 de Novembro) e concluindo a viagem na República Centro-Africana (29-30 de Novembro).

Em Junho, o Papa sublinhou a importância da acção da Igreja Católica neste continente, em particular nas escolas e hospitais, e criticou a exploração dos recursos naturais africanos por parte das potências mundiais, sustentando que as respostas de emergência não chegam.

“A Europa tem de investir em África, para que haja indústria, trabalho, e as pessoas não tenham de vir para cá”, precisou.

Em Abril, o Papa recebeu no Vaticano os bispos do Quénia em visita ‘ad limina’, e exortou a Igreja Católica daquele país a trabalhar com as outras religiões na “promoção da paz e da justiça”.

Dias depois da morte de cerca de 150 universitários cristãos em Garissa, Francisco incentivou os prelados africanos a “serem sempre fiéis à sua missão enquanto instrumentos de reconciliação”.