Tempo
|

PJ vai investigar suspeitas de abuso sexual de menores na Diocese de Coimbra

17 jul, 2015

Denúncia foi feita pela própria Diocese, após terem surgido "suspeitas" da prática de abusos sobre menores "por um membro do clero.

A Polícia Judiciária (PJ) vai abrir uma investigação a eventuais casos de pedofilia na Igreja depois de a diocese de Coimbra ter divulgado a existência de suspeitas de abusos sobre menores por parte de um membro do clero.

Fonte da PJ disse à agência Lusa que o crime de abuso sexual de menores "é um crime público, que não depende de queixa", e que a Polícia Judiciária "vai iniciar uma investigação" ao caso.

Segundo a mesma fonte, até ao momento "não chegou qualquer denúncia" à Polícia Judiciária.

O vigário geral da diocese de Coimbra apelou esta sexta-feira, em comunicado, à denúncia de situações "concretas" de pedofilia na Igreja, após terem surgido "suspeitas" da prática de abusos sobre menores "por um membro do clero".

"Em sintonia com o Papa Francisco, a preocupação pela segurança dos menores ​é​ uma prioridade para a Igreja", lê-se no comunicado.

A nota da diocese acrescenta que com estas diligências pretende-se "assegurar o bem dos menores" e garante que, "se as suspeitas se revelarem fundadas, a diocese estará disponível desde já para oferecer aos menores e às suas famílias toda a proximidade".

A diocese diz ainda que "está a cumprir todas as normas canónicas estabelecidas pelo Papa Francisco e colaborará plenamente com a autoridade civil".