Tempo
|

Papa condena atentados no Paquistão e pede fim da perseguição a cristãos

15 mar, 2015

O Papa Francisco revelou que foi com dor que recebeu a notícia do duplo atentado em Lahore no Paquistão, e pediu o fim da perseguição aos católicos que diz o "mundo estar a tentar esconder".

Papa condena atentados no Paquistão e pede fim da perseguição a cristãos
Papa condena atentados no Paquistão e pede fim da perseguição a cristãos
Depois da oração do Angelus, este domingo, Francisco lamentou os atentados em Lahore, no Paquistão, implorando ao Senhor que "esta perseguição contra os cristãos, que o mundo tenta esconder, acabe e prevaleça a paz".

O Papa Francisco condenou, este domingo, após a oração do Angelus, o duplo atentado que atingiu igrejas cristãs num bairro cristão em Lahore, a segunda cidade do Paquistão. Estes atentados provocaram, pelo menos, 14 mortos e 78 feridos.

“Que esta perseguição contra os cristãos, que o mundo procura esconder, acabe e haja paz”, declarou o Papa, perante milhares de pessoas, na Praça de São Pedro.

Francisco disse ter recebido “com dor, com muita dor” a notícia dos atentados terroristas contra duas igrejas na cidade de Lahore, “que provocaram numerosos mortos e feridos”.

“São igrejas cristãs, os cristãos são perseguidos, os nossos irmãos derramam o seu sangue apenas por serem cristãos”, denunciou.

Francisco deixou a sua oração “pelas vítimas e as suas famílias”.

“Peço ao Senhor, imploro ao Senhor, fonte de todo o bem, o dom da paz e da concórdia naquele país”, reiterou.

Os atentados, que atingiram uma igreja católica e outra protestante, enquanto decorriam celebrações, foi reivindicado por um grupo taliban.