Tempo
|

FBI detém suspeito de planear ataques ao Capitólio

14 jan, 2015

O suspeito comprou 600 cartuchos de balas para atacar o edifício estatal e tinha interesse em juntar-se ao Estado Islâmico.

FBI detém suspeito de planear ataques ao Capitólio

O FBI deteve esta quarta-feira um alegado apoiante do Estado Islâmico, por planear ataques com bombas e armas ao edifício do Capitólio em Washington.
 
A notícia é avançada pelo canal ABC News que, citando documentos oficiais, diz que Christopher Lee Cornell, de Ohio, é acusado de tentar matar um oficial do governo norte-americano.

Os mesmos documentos mostram que Christopher, também conhecido como Raheel Mahrus Ubaydah, já tinha revelado interesse em juntar-se ao Estado Islâmico e planeava fazer explodir várias bombas dentro do edifício estatal e disparar contra os seus funcionários.

O FBI descobriu que o jovem estudou técnicas sobre construção de bombas e ainda esta quarta-feira comprou 600 cartuchos de balas para o ataque.

A agência reparou no suspeito quando o mesmo começou a publicar mensagens de apoio aos movimentos jihadistas na sua conta do Twitter.

“Os membros de grupos terroristas e os seus apoiantes vão quase de certeza continuar a usar as redes sociais para disseminar mensagens violentas extremistas em inglês”, lê-se num comunicado do FBI e do Departamento de Segurança Interna enviado às agências de segurança nos Estados Unidos.

Nas mensagens publicadas na sua conta do Twitter, Christopher revelara que tinha recebido por parte de Anwar Awlaki um parecer positivo sobre os ataques, antes do líder radical ter sido morto em 2011.

“As alegadas actividades de Cornell destacam o interesse continuado dos violentos extremistas norte-americanos em apoiar algumas organizações terroristas estrangeiras, como o Estado Islâmico, cometendo actos terroristas nos Estados Unidos”, acrescenta o documento.

É no Capitólio, em Washington, que está instalado o Congresso, formado pelo Senado e a Câmara de Representantes.


[Notícia actualizada às 22:13]