Tempo
|

Milhares marcharam contra o Islão em Dresden

13 jan, 2015

Os atentados de França, na semana passada, levaram ao aumento de casos de violência contra pessoas e locais islâmicos em França e noutros países europeus.

Milhares marcharam contra o Islão em Dresden
Cerca de 25 mil pessoas marcharam esta noite pelas ruas da cidade alemã de Dresden.

O protesto anti-islâmico juntou muitos manifestantes que transportavam cartazes com slogans contra a imigração e que cumpriram um minuto de silêncio pelas vítimas dos ataques da última semana em França.

A manifestação foi convocada pela PEGIDA, uma organização criada contra a "islamização" do Ocidente. Muitos dos manifestantes transportavam a bandeira alemã e gritavam slogans como “nós somos o povo” e palavras de ordem a pedir o fim do multiculturalismo.

A chanceler alemã Angela Merkel já alertou para que as pessoas se afastem de protestos convocados por este grupo, cujos elementos acusa de terem ódio no coração. Merkel afirma também que “o Islão pertence à Alemanha”.

Em plena ressaca dos graves atentados levados a cabo em nome do fundamentalismo islâmico em França, tem-se registado um aumento de casos de violência ou actos de vandalismo contra locais muçulmanos, incluindo mesquitas e outros edifícios.