Tempo
|

"Sabes o que o Estado Islâmico vai fazer contigo?" "Sim, vão matar-me"

30 dez, 2014 • Filipe d’Avillez

Alegada entrevista ao piloto jordano capturado pelo Estado Islâmico é um dos destaques da mais recente edição da revista "online" do Estado Islâmico.

"Sabes o que o Estado Islâmico vai fazer contigo?" "Sim, vão matar-me"
O Estado Islâmico publicou esta terça-feira a mais recente edição da sua revista oficial. Nesta edição é dado grande destaque a uma alegada entrevista ao piloto jordano cujo avião foi abatido por cima da Síria e que foi capturado pelo Estado Islâmico.

Na alegada entrevista o piloto nunca é referido pelo seu nome, Mu’adh Safi Yusuf al-Kasasibah, mas sempre por “Murtadd”, a palavra árabe para “apóstata”, alguém que renuncia à sua religião, neste caso o islão.

Kasasibah, de 26 anos, responde a várias questões colocadas pelo islamitas, dando detalhes da sua missão, dos países envolvidos na coligação liderada pelos EUA que estão a atacar o Estado Islâmico. A suposta entrevista está acompanhada de fotografias que indicam que o homem está de facto nas mãos do Estado Islâmico.

O detido afirma ainda que o seu avião foi abatido por um míssil terra-ar, o que, a confirmar-se, significa que os militantes do Estado Islâmico têm acesso a esse tipo de tecnologia.

A última sequência de perguntas não deixa margem para dúvidas sobre os planos do grupo para o jordano.

Já viste vídeos feitos pelo Estado Islâmico?
Não, não vi.

Vamos assegurar que os teus guardas te dão a oportunidade de ver. Sabes o que é que o Estado Islâmico vai fazer contigo?
Sim… Vão matar-me.

Na mesma edição da revista, que tem cerca de 60 páginas, encontra-se também um artigo alegadamente da autoria do inglês John Cantlie, um jornalista que está detido pelo Estado Islâmico desde 2012 e que já foi utilizado pelo grupo diversas vezes para figurar em vídeos de propaganda.