Tempo
|

Papa recorda vítimas de terrorismo no dia em que celebra 78 anos

17 dez, 2014

Cerca de 130 crianças foram massacradas no Paquistão, na terça-feira. O Papa Francisco recordou ainda situações passadas na Austrália e no Iémen.  

Papa recorda vítimas de terrorismo no dia em que celebra 78 anos
Papa recorda vítimas de terrorismo no dia em que celebra 78 anos
O Papa Francisco condenou os atentados terroristas que nos últimos dias causaram numerosas vítimas. No final da audiência-geral, no Vaticano, o Papa apelou à oração. Mas a audiência geral desta quarta-feira ficou também marcada pelo aniversário do Papa. Francisco faz 78 e os milhares de fiéis na Praça de São Pedro não quiseram deixar passar a data em branco. Até houve bolo e o tradicional mate argentino.
O Papa Francisco condenou, esta quarta-feira, os atentados terroristas que nos últimos dias causaram numerosas vítimas.

Só no Paquistão, o ataque a uma escola matou 140 pessoas, a maioria crianças, mortas a tiro por talibãs, e o acontecimento foi recordado pelo Papa no final da audiência-geral, no Vaticano, com um apelo à oração.

“Quero rezar em conjunto convosco pelas vítimas dos desumanos actos terroristas que aconteceram nos últimos dias na Austrália e no Paquistão, e no Iémen. O Senhor acolha na sua paz os que morreram, conforte os seus familiares e converta o coração dos violentos que não se detêm sequer perante as crianças”, disse Francisco.

A uma semana do Natal, o Papa dedicou a reflexão semanal de quarta-feira à Sagrada Família, mas o dia não deixa de ser marcado pelos 78 anos do Papa, assinalados esta manhã com uma exibição de danças típicas argentinas. Ainda esta quarta-feira, o Papa almoça com todos os funcionários da Casa de Santa Marta, onde reside.