Tempo
|

EUA garantem que a coligação enfraqueceu o Estado Islâmico

03 dez, 2014

A coligação internacional já realizou cerca de mil ataques aéreos, sobretudo no Iraque e na Síria.

A coligação internacional liderada pelos Estados Unidos conseguiu enfraquecer o Estado Islâmico, afirmou o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, acrescentando, no entanto, que a luta contra os radicais pode prolongar-se por vários anos.

"Os cerca de mil ataques aéreos feitos reduziram a liderança do Estado Islâmico e produziram estragos nas suas capacidades logística e operacional", disse o governante, no início do primeiro encontro que reuniu ministros de mais de 60 países.

A coligação, que começou as operações no verão, tem actuado sobretudo no Iraque e na Síria.

John Kerry garante que as forças iraquianas já voltaram a controlar o território perto de Mosul e de Tikrit e reforçaram a segurança perto de algumas refinarias de petróleo.

Kerry revela ainda que foram destruídas unidades de comando do Estado Islâmico na Síria.

Mulher e filha do líder do Estado Islâmico detidas
A mulher e a filha do líder do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi, foram detidas pelo exército libanês na semana passada. A noticia foi avançada pelo jornal libanês "As-Safir".

Segundo a agência Reuters, a iraquiana Saja al-Dulaimi e a filha foram capturadas há nove dias quando atravessavam a Síria.

Os "sites" ligados ao Estado Islâmico ainda não reagiram à notícia, mas alguns apoiantes do grupo radical negam a notícia.

O que é o Estado Islâmico?