Tempo
|

Cuba vai ter primeira nova igreja em mais de meio século

28 out, 2014

Foi financiada por cubanos exilados na Florida e deve ter lugar para 200 pessoas. É um sinal de abertura, considera um especialista cubano.

Cuba vai ter primeira nova igreja em mais de meio século
O Governo cubano permitiu a construção de uma nova igreja católica, a primeira em mais de 55 anos, no que está a ser interpretado como mais um sinal de abertura do regime comunista. 

Financiada por donativos de cubanos a viver na Florida, será construída em Pinar del Rio e deve ter lugar para 200 pessoas.

Enrique Lopez Oliva, professor de história das religiões na Universidade de Havana, conclui, em declarações à Associated Press, que este gesto “comprova claramente uma melhoria das relações entre o Estado e a Igreja”.

Uma revolução em 1959 instaurou um regime comunista e oficialmente ateu, que inicialmente baniu os feriados religiosos e proibiu os membros do partido comunista de terem qualquer filiação religiosa.

Mas ao longo dos últimos anos a situação tem melhorado substancialmente, sobretudo após as visitas dos Papas João Paulo II, em 1998 e de Bento XVI em 2012.

Actualmente o dia de Natal e Sexta-feira Santa são feriados nacionais, os órgãos de informação oficiais do regime podem transmitir informação religiosa e até homilias e os membros do partido não estão banidos de participar em celebrações.