Tempo
|

Ajuda à Igreja que Sofre lança uma das maiores campanhas de sempre para ajudar o Iraque

16 out, 2014

Cerca de 120 mil cristãos estão deslocados, após terem sido expulsos de suas casas perante a violência dos jihadistas do Estado Islâmico.

Ajuda à Igreja que Sofre lança uma das maiores campanhas de sempre para ajudar o Iraque
São quatro milhões de euros de ajuda humanitária de emergência materializados em 12 projectos no Iraque. A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) vai enviar ajuda de emergência a nível de alimentação, abrigo, educação, auxílio ao trabalho pastoral para os sacerdotes e irmãs, e que inclui, até, presentes de Natal para as crianças.

A AIS justifica esta iniciativa face à aproximação do Inverno e à necessidade de se ajudarem os milhares de cristãos iraquianos que perderam tudo o que tinham perante o avanço das forças jihadistas.

Esta campanha, uma das maiores de sempre nos 67 anos da história da instituição, é a consequência directa da visita ao Iraque, há algumas semanas, de uma delegação da fundação junto das comunidades deslocadas e que vivem em campos de alojamento provisórios.

Cerca de 120 mil cristãos estão deslocados, após terem sido expulsos de suas casas perante a violência dos jihadistas do Estado Islâmico.

Muitas destas famílias estão abrigadas em tendas, que não estão preparadas para o frio nem a chuva, ou encontram-se alojadas em edifícios públicos, como escolas, que foram convertidos em espaços de acolhimento, mas completamente impróprios para tal, havendo relatos de mais de 20 pessoas estarem a dormir no mesmo quarto.

Este pacote de emergência agora disponibilizado pela Fundação AIS contempla oito escolas pré-fabricadas para Ankawa e Dohuk, capazes de acolherem cerca de 15 mil crianças.

Além disso, vai ser apoiada a distribuição de alimentos para estas comunidades deslocadas.

A Fundação AIS vai também fornecer 150 casa pré-fabricadas para Ankawa, que serão utilizadas como alojamento, o que está orçado em 470 mil euros, e vai entregar, através das estruturas locais da Igreja, o equivalente a 295 mil euros em presentes de Natal para as crianças, que incluem agasalhos, como casacos e meias, mas também lápis, cadernos para colorir e livros catequéticos como as Bíblias para Crianças.

Adicionalmente, a Fundação AIS vai também atribuir ajuda de emergência às Irmãs do Sagrado Coração, deslocadas de Mossul, e à Faculdade de Filosofia e Teologia em Ankawa, e irá dar apoio à catequese em 20 paróquias em toda a cidade de Bagdad.