Tempo
|

“Um comunicador é um peregrino da verdade”

25 set, 2014

Jornadas Nacionais de Comunicação Social começam esta quinta-feira, em Fátima, organizadas pelo Secretariado Nacional das Comunicações Sociais. “Uma Rede de Pessoas” é o tema central dos trabalhos.

“Um comunicador é um peregrino da verdade”
“Jornalismo descartável: consequências empresariais e profissionais” e ainda “Media e cultura de encontro” são os dois painéis que vão proporcionar debate entre os participantes das Jornadas Nacionais de Comunicação Social, que começam esta quinta-feira, em Fátima.

O director do Secretariado Nacional das Comunicações Sociais, cónego João Aguiar, defende que comunicar não é apenas informar, uma vez que “implica uma troca de pontos de vista, uma troca respeitosa”. Em sua opinião, “um comunicador é um peregrino da verdade”.

O sacerdote, que sempre esteve ligado à comunicação social e ao jornalismo, alerta, ainda, para o papel de mediador que os jornalistas devem ter. “Os jornalistas têm que se perguntar hoje se a realidade ainda precisa de ser mediada. E se vai ser mediada de uma forma inteligente, se vai ser mediada numa atitude de serviço ou se o próprio jornalista, nalguns momentos, com esta pressa que leva ao exagero, não está a deitar fora a própria dignidade da sua profissão”.

As Jornadas Nacionais de Comunicação Social, que decorrem esta quinta-feira e sexta-feira, dirigem-se, sobretudo, aos profissionais do sector e responsáveis pela pastoral da comunicação da Igreja Católica.