Tempo
|

Cardeal inglês presta homenagem a vítima de islamitas

15 set, 2014

David Haines é sublinhado como um exemplo de trabalho pelos mais necessitados, em contraste com a “selvajaria” dos seus carrascos.

Cardeal inglês presta homenagem a vítima de islamitas
O cardeal inglês Vincent Nichols publicou esta segunda-feira um comunicado em que lamenta o assassinato “repugnante” de David Haines pelos militantes do Estado Islâmico.

David Haines, que foi raptado na Síria por jihadistas quando estava a trabalhar num campo de refugiados, foi decapitado este fim-de-semana. O Estado Islâmico divulgou imagens da sua morte nas redes sociais.

Segundo o arcebispo de Westminster e presidente da Conferência Episcopal de Inglaterra e País de Gales, o assassinato de David Haines "exprime os aspectos piores e mais desnorteados da natureza humana".

"Em contraste, quero prestar homenagem a David Haines, que através do seu serviço incansável aos que sofriam os horrores da guerra, viveu uma vida que demonstrava tudo o que há de melhor na humanidade. A sua preocupação com os outros manifestou-se no seu compromisso em ajudar os outros, sem olhar aos custos para si mesmo, pagando po isso com a própria vida", escreve o cardeal.

Nichols exprime ainda as suas condolências à família de Haines e coloca-se ao lado de todosos que condenam "esta selvajaria" em pedir "um compromisso político renovado no sentido de trabalhar por uma paz duradoura que garanta a dignidade humana para todos no Médio Oriente".