Tempo
|

Final de Ramadão sangrento nas Filipinas

28 jul, 2014

Rebeldes do grupo Abu Sayyef fizeram 18 mortos civis em retaliação pela ajuda prestada ao Governo.

Rebeldes islamitas do grupo Abu Sayyaf mataram 18 civis na ilha de Jolo, nas Filipinas, esta segunda-feira.

As vítimas pertenciam todas ao mesmo clã e estavam a caminho de uma celebração do Eid al-Fitr, a festa que assinala o final do mês sagrado do Ramadão.

De acordo com fontes militares, o ataque foi retaliação pela ajuda prestada ao Governo por membros deste clã.

A esmagadora maioria dos filipinos é católica, mas as ilhas mais a sul são de maioria muçulmana. Em algumas delas, operam grupos rebeldes que reclamam a independência.

O Governo filipino já chegou a acordo com o principal grupo separatista, mas alguns, como o Abu Sayyaf, continuam a lutar.

[Notícia corrigida às 13h04]