Tempo
|

Morreu o “padre das confissões”

09 mai, 2014

Angelo Favero tinha 98 anos e há mais de 60 que se dedicava, sobretudo, ao confessionário, na Igreja do Loreto, em Lisboa.

Morreu, esta quinta-feira à noite, com 98 anos, o padre Angelo Favero.

Conhecido sobretudo pela sua vertente de confessor, o sacerdote italiano viveu grande parte da sua vida sentado no confessionário da Igreja do Loreto, ao Chiado, mais conhecida em Lisboa por Igreja dos italianos.

Natural de Pádua, o padre Angelo, veio para Lisboa ainda jovem sacerdote e aqui sempre viveu, dedicando mais de 60 anos da sua vida a confessar.

Uma nota divulgada pelo superior dos dehonianos – congregação religiosa a que pertencia – destaca a sua generosidade ao serviço da misericórdia e da reconciliação.

Esta sexta-feira, às 22h00, haverá missa com ofício de defuntos. As exéquias serão amanhã às 9h30. Ambas as celebrações são na Igreja do Loreto, ao Chiado, em Lisboa.