Tempo
|

As memórias de quem viveu o pontificado do “Papa Bom”

21 abr, 2014 • Aura Miguel

Um arcebispo emérito e uma leiga empenhada na vida da Igreja recordam o futuro São João XXIII, que viria a deixar marcas profundas em todos os fiéis.  

As memórias de quem viveu o pontificado do “Papa Bom”
As memórias de quem viveu o pontificado do “Papa Bom”
D. Maurílio Gouveia e Maria Cândida Arruela são duas das pessoas que ainda se lembram bem de João XXIII; aquele que ficou para a história como “o Papa Bom” e que, em breve, será conhecido como São João XXIII.

O Arcebispo emérito de Évora estudava em Roma quando o conclave se realizou e foi ao vivo, na Praça de São Pedro, que assistiu à apresentação de João XXIII ao mundo.

Quando o novo Papa se preparava para dar a bênção, o então Padre Maurílio ajoelhou-se e disse para si mesmo: “Este é o sucessor de Pedro".

"Comecei a amar aquele Papa”, recorda, hoje, em declarações à Renascença.

Entretanto, em Portugal, Maria Cândida Arruela começou a investigar tudo o que podia sobre aquele homem que tinha sido eleito para a Sé de Roma. Daqueles tempos recorda-se,  particularmente, do entusiasmo com que se viveu o anúncio do Concílio Vaticano II.