Tempo
|

Papa e cardeais decidem futuro do Banco do Vaticano

18 fev, 2014 • Aura Miguel

Quinta e sexta-feira será a vez do consistório extraordinário sobre o tema da família, com a presença de cardeais do mundo inteiro, que culminará no fim-de-semana com a nomeação de novos cardeais.  

O Papa Francisco e o conselho de oito cardeais consultores analisam por estes dias o futuro do Banco do Vaticano. 

Durante a tarde desta terça-feira, os oito cardeais ouviram a comissão responsável pela reforma do Instituto das Obras Religiosas (IOR), como é formalmente conhecido o banco, que nos últimos anos se viu envolvido em acusações de lavagem de dinheiro.

Segundo o padre Federico Lombardi, director da Sala de Imprensa do Vaticano, o Papa ainda não decidiu qual vai ser o futuro do IOR. Para já quis ouvir o parecer da comissão, com a ajuda do parecer dos cardeais.

“A comissão referiu, de modo articulado e amplo, sobre a realidade do Instituto, sobre as situações e os problemas, sobre a leitura das causas e dos motivos que terão estado na origem dos problemas a enfrentar e resolver e dos problemas que se verificaram no passado. Depois também indicaram algumas orientações quanto à renovação e ao futuro do Instituto.”

“O Papa, com a ajuda do conselho dos cardeais, procura ver o contexto no seu todo, para depois desenhar uma solução que seja coerente no seu todo. Ainda não foi tomada qualquer decisão, ainda estamos a caminho”, concluiu o padre Lombardi.

A reunião do Papa Francisco com os oito cardeais consultores prossegue ainda na quarta-feira. Quinta e sexta-feira será a vez do consistório extraordinário sobre o tema da família, com a presença de cardeais do mundo inteiro, que culminará no fim-de-semana com a nomeação de novos cardeais.