Tempo
|

Bispo de Setúbal diz que Igreja tem de sair de casa

12 fev, 2014 • José Carlos Silva

D. Gilberto Reis celebra 25 anos de ordenação episcopal. CEP reúne-se em Setúbal para celebrar.

Bispo de Setúbal diz que Igreja tem de sair de casa
Bispo de Setúbal diz que Igreja tem de sair de casa
O bispo de Setúbal, D. Gilberto Reis, defende que a Igreja tem de sair de casa para uma relação de maior proximidade com as pessoas. E, por isso mesmo, vai assinalar os seus 25 anos de ordenação episcopal com uma visita episcopal na diocese, a decorrer na segunda quinzena deste mês.

Mas já esta quarta-feira as bodas de prata de D. Gilberto serão celebradas com uma missa, na Sé de Setúbal, concelebrada por vários bispos, depois da reunião da comissão permanente da Conferência Episcopal Portugal, que se mudou de Fátima para Setúbal.

Em entrevista à Renascença, D. Gilberto Reis diz que há comunidades, instituições e franjas da sociedade em situação muito delicada neste contexto de crise que se vive.
Para ajudar os outros, a diocese de Setúbal criou o Fundo Social de Emergência, mas D. Gilberto confirma que a bolsa não resiste a tantas solicitações. Por isso, o desafio é não abrandar o esforço de auxílio.

D. Gilberto Reis defende que a resolução dos problemas do país está nas mãos de todos. Poder político incluído, acrescenta o bispo de Setúbal, lamentando que não exista um entendimento de todos os partidos na defesa do bem comum.