Tempo
|

Cardeal Bertone tentou demover Bento XVI de resignar

11 fev, 2014

O então secretário de Estado tentou mudar a opinião do Papa, falando do trabalho que tinha pela frente, mas a decisão provou ser irrevogável.

Cardeal Bertone tentou demover Bento XVI de resignar
O Cardeal Bertone, secretário de Estado de Bento XVI, foi informado pelo Papa da sua vontade de resignar vários meses antes de o ter anunciado publicamente.

Numa entrevista à agência “Rome Reports” Bertone diz que tentou demover o Papa, mas sem sucesso.

“O Papa Bento amadureceu esta decisão muito tempo antes do anúncio. Falou disso comigo a meio do ano de 2012. Eu fiz ver ao Papa os problemas que daí resultariam, mas ele sentia-se cansado, envelhecido e pensava, sobretudo, na Jornada Mundial da Juventude do Rio de Janeiro, e dizia, ‘como é que eu vou fazer?’”, recorda Bertone.

O então secretário de Estado tentou mudar a opinião do Papa, falando do trabalho que tinha pela frente: “Eu respondi-lhe: ‘Olhe que ainda falta completar o tríptico sobre Jesus de Nazaré e dar-nos o terceiro volume sobre a Infância de Jesus; e depois ainda está em preparação a encíclica sobre a fé, e acaba de ter início o Ano da Fé’. Mas o Papa decidiu que a data da renúncia seria, irrevogavelmente, a 11 de Fevereiro, dia de Nossa Senhora de Lourdes.”

O Cardeal Tarcisio Bertone manteve-se como secretário de Estado até Outubro de 2013, altura em que foi substituído por monsenhor Pietro Parolin, que vai ser feito cardeal no consistório que terá lugar ainda este mês.