Tempo
|

“Artigo da ‘Rolling Stone’ desqualifica-se a si mesmo”

29 jan, 2014 • Filipe d’Avillez

Director da Sala de Imprensa da Santa Sé emitiu um comunicado lamentando que a revista americana tenha sentido a necessidade de criticar Bento XVI para elogiar o Papa Francisco.  

“Artigo da ‘Rolling Stone’ desqualifica-se a si mesmo”
O artigo da revista “Rolling Stone”, que faz manchete com o Papa Francisco na sua edição de Fevereiro, “desqualifica-se a si mesmo”, segundo o padre Federico Lombardi, director da Sala de Imprensa da Santa Sé.

A revista elogia a “revolução suave” que Francisco estará a operar na Igreja, mas ao fazê-lo faz críticas “surpreendentemente agrestes” a Bento XVI, chegando a compará-lo com a personagem de filmes de terror Freddy Krueger.

Para o padre Federico Lombardi, “o artigo da ‘Rolling Stone’ é um sinal da atenção que a novidade do Papa Francisco atrai nos mais diversos ambientes. Contudo, o artigo desqualifica-se a si mesmo caindo nos habituais erros do jornalismo superficial, em que para chamar atenção para os aspectos positivos do Papa Francisco pensa que tem de descrever de forma negativa o pontificado do Papa Bento XVI, e fá-lo de forma surpreendentemente agreste.”

Segundo Lombardi este é um mau serviço jornalístico, que não deixa satisfeito o Papa, “que sabe muito bem o quanto a Igreja deve ao seu antecessor.”